9 de fev de 2012

Memórias Reveladas e os arquivos do período da ditadura militar

Por Inez Stampa
Postagem Dag Vulpi 10/04/2011 14:27

O Centro de Referência das Lutas Políticas no Brasil (1964-1985) - Memórias Reveladas surgiu a partir da compreensão de que a memória é um bem público que se encontra na base do processo de construção da identidade social, política e cultural de um país. O Memórias Reveladas foi criado pela Casa Civil da Presidência da República, em 13 de maio de 2009, com o objetivo de garantir a preservação e promover a difusão de informações contidas em acervos referentes às lutas políticas travadas no país durante o período do regime militar.
Administrado pelo Arquivo Nacional, órgão central do Sistema de Gestão de Documentos de Arquivos (Siga) e integrante da estrutura do Ministério da Justiça, o Memórias Reveladas vem possibilitando, de forma pioneira na área arquivística brasileira, que sejam estabelecidas parcerias entre pessoas físicas, instituições e entidades públicas e privadas, integradas por intermédio de uma rede de intercâmbio de dados e informações de interesse para o estudo do período da ditadura militar. Essa rede, denominada “ Rede Nacional de Cooperação e Informações Arquivísticas – Memórias Reveladas”, conta, em 2011, com 55 entidades e instituições parceiras em todo o Brasil e, até mesmo, no exterior.
Atualmente, o acervo do período da ditadura militar sob a guarda do Arquivo Nacional, tanto na sede da instituição no Rio de Janeiro como em sua Coordenação Regional no Distrito Federal, é constituído por cerca de 17 milhões e 400 mil páginas (aproximadamente 8 milhões e 900 mil folhas) de documentos textuais, além de 1.363 mil metros lineares de outros tipos documentais (como, por exemplo, fotografias e mapas), 220 mil microfichas e 110 rolos de microfilmes.Ler Mais>>>

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquisar

Ocorreu um erro neste gadget

De o Osso ao Cachorrinho