9 de fev de 2012

Cientistas fazem vídeo da atividade cerebral durante orgasmo feminino

Estudo mostra sinapse em regiões díspares do cérebro, até uma união dessa atividade crescente antes de recuar suavemente.

Um estudo realizado pela Universidade Rutgers, de Newark, New Jersey, detectou o fluxo sanguíneo no cérebro de uma mulher quando atinge o orgasmo e a influência dessa sensação na redução da percepção da dor.
O professor Barry Komisaruk, um dos responsáveis pela pesquisa, usou imagens da atividade cerebral para criar o primeiro filme do mundo mostrando o orgasmo feminino e o momento imediatamente posterior ao clímax. A animação mostra o acúmulo constante de atividade dos neurônios em regiões díspares, que depois se reúnem em uma atividade crescente antes de recuarem suavemente.
Cérebro antes do orgasmo

Para realizar o vídeo, os pesquisadores monitoraram o cérebro de uma mulher enquanto ela se auto-estimulava deitada em uma ressonância magnética.
Cérebro durante o orgasmo, as partes em amarelo estão com atividade mais alta.
 
A pesquisa vai ajudar os cientistas a entender como o cérebro realiza o conjunto de atividades que leva uma mulher ao clímax sexual e, com isso, descobrir como alguns homens e mulheres não conseguem atingir o orgasmo.
O filme de cinco minutos mostra mudanças de atividade em 80 regiões distintas do cérebro. A animação utiliza uma escala de cores que começa no vermelho escuro, variando pelo laranja e amarelo até chegar ao branco, que indica os mais altos níveis de atividade.ASSISTA O VÍDEO AQUI
“O objetivo geral desta pesquisa é entender como o orgasmo se acumula a partir de estimulação genital e quais partes do cérebro ficam ativas até, finalmente, constituir um orgasmo”, disse Komisaruk, que apresentou o trabalho na reunião anual da Society for Neuroscience, em Washington, na segunda-feira (14). O trabalho ainda será publicado em um jornal científico.
“É um bom estudo para entender a conectividade do cérebro”, finalizou Komisaruk.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquisar

Ocorreu um erro neste gadget

De o Osso ao Cachorrinho